Auto-Instituição democrática e os limites da liberdade: possibilidade fascista, violência como regra

Autores

  • David Coutinho UERJ

Resumo

A ascensão de movimentos totalitários no século XX pôs em xeque o capitalismo econômico e sua representação política democrática e liberal. O Estado democrático, embora garantidor da liberdade, define também as fronteiras dessa liberdade, muitas vezes com braço armado e sob o argumento de nossa própria segurança. Nesse sentido, este artigo busca compreender os limites da democracia e liberdade, com o respectivo recurso legítimo da violência, em função do Estado e suas demandas.

Downloads

Publicado

20.10.2014

Como Citar

Coutinho, D. (2014). Auto-Instituição democrática e os limites da liberdade: possibilidade fascista, violência como regra. Escrita Da História, (1), 31–49. Recuperado de https://escritadahistoria.com/index.php/reh/article/view/4

Edição

Seção

Dossiê: Concepções conservadoras e autoritarismos