"Uma ideia mutilada": a repercussão da Lei do Ventre Livre na revista A América (1879-1880)

Autores

  • Talia Gabrieli Fianco Universidade Federal da Fronteira Sul

Resumo

O presente trabalho tem como tema a promulgação da lei de 28 de Setembro de 1871, a lei do Ventre Livre, e a sua repercussão na revista A América. O objetivo desta pesquisa é compreender como a lei se insere dentro de um conjunto de promulgações que interferiram na relação entre os senhores e os/as escravos/as, e identificar a interpretação oferecida pela revista sobre a execução da lei. Partindo de referências como Sidney Chalhoub, Beatriz Gallotti Mamigonian e Alain Youssef, percebe-se que a energia investida nos debates sobre a construção da lei durante a década de 1860 não foi replicada no que se refere ao acompanhamento de sua execução, na década seguinte.

Biografia do Autor

Talia Gabrieli Fianco, Universidade Federal da Fronteira Sul

Acadêmica da sétima fase do curso de Licenciatura em História da Universidade Federal da Fronteira sul - UFFS campus Erechim/RS. Pesquisa na área de História do Brasil, com foco no período final do Império, a construção do imaginário republicano e o conceito de República. Monitora de apoio pedagógico no curso de História (2019/2). Foi bolsista do Grupo PET Práxis - Conexões de Saberes/ FNDE, grupo com foco nas discussões sobre educação popular (2017-2019). Voluntária no PIBIC (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação científica) 2017/2-2018/2 com a pesquisa "História, temporalidade e mitologia Guarani: reflexões teóricas e comparações etnográficas no contexto das terras baixas sul-americanas".

Downloads

Publicado

16/04/2021

Como Citar

Gabrieli Fianco, T. (2021). "Uma ideia mutilada": a repercussão da Lei do Ventre Livre na revista A América (1879-1880). Escrita Da História, 7(13), 197–221. Recuperado de https://escritadahistoria.com/index.php/reh/article/view/181